29/06/2014

Filme: "Pulp Fiction - Tempo de Violência (1994)"

Pulp Fiction - Tempo de Violência
"O caminho do homem justo é cercado por todos os lados, pela tirania dos homens maus e iniquidade dos egoístas. Abençoado àquele que em nome da caridade e da boa vontade conduz os fracos através do vale das trevas, leva consigo seus irmãos e acha a última ovelha desgarradas. E eu atingirei com raiva furiosa e vingança grandiosa àqueles que tentarem envergar e destruir meus irmãos."

"Pulp Fiction" foi sucesso de público e de crítica em 1994, ano de seu lançamento. É uma obra-prima escrita e dirigida com maestria por Quentin Tarantino. Demorei muito tempo para assistir esse filme por medo de não gostar, mas me surpreendi, é excelente e os diálogos prendem a nossa atenção do início ao fim.

Recebeu indicações ao Oscar nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Montagem e ganhou a estatueta como Melhor Roteiro Original.
Pulp Fiction - Tempo de Violência
Como é de praxe do diretor Tarantino, o filme é dividido em segmentos. Existem um total de sete sequências narrativas, com três histórias principais.
  1. Prólogo - O restaurante;
  2. Prelúdio para Vicent Vega e sua esposa de Marcellus Wallace;
  3. Vicent Vega e sua esposa de Marcellus Wallace; 
  4. Prelúdio para o relógio de ouro;
  5. O relógio de ouro;
  6. A situação Bonnie;
  7. Epílogo - O restaurante.
Pulp Fiction - Tempo de Violência
No filme as histórias são relatadas sem um tempo definido e com isso devemos ficar mais atentos, todavia, não ficamos perdidos dentro da trama.
Pulp Fiction - Tempo de Violência
Essa estética de montagem enriquece o filme. Após uma pequena introdução com o assalto no restaurante. Passamos a acompanhar a primeira história: Vincent Vega (John Travolta) tem a missão de levar a esposa do chefão Marcellus Wallace (Ving Rhames) para se diverti enquanto ele estivesse fora da cidade. Então Vincent leva Mia Wallace (Uma Thomen) para jantar em um salão de coquetéis.
Pulp Fiction - Tempo de Violência
A segunda história não é cronológica e relata a trajetória do bexeador Butch (Bruce Willis) que é considerado velho para sua profissão e recebe uma alta quantia em dinheiro de Marcellus Wallace para perder a luta.
Pulp Fiction - Tempo de Violência
Na terceira história acompanhamos Jules Winnfield (Samuel L. Jackson) que juntamente com Vincent tem a missão de limpar o carro após acontecer um assassinato no banco traseiro. 
Pulp Fiction - Tempo de Violência
À princípio, este filme parece sem sentido e muito louco, mas além dos detalhes citados acima, outro fator que chama muito a atenção é a modo com que Tarantino trata de assuntos extremamente delicados de maneira peculiar e sútil. O desfecho é sensacional.
Pulp Fiction - Tempo de Violência
Com diálogos fortes e construídos perfeitamente para cada personagem, tem uma dose certa de humor negro em diversas ações na trama que não deveriam ser engraçadas, mas provocam risos. É uma visão única sobre assuntos complexos com drogas e violência.
"Pulp Fiction - Tempo de Violência" é composto por um roteiro impecável, direção perfeita, atuações excelentes e uma trilha sonora inesquecível.

É um filme violento, forte, aparentemente confuso (mas não é) e que exige total atenção para ser aproveitado. Não é um entretenimento, mas sim, um filme inteligente e que exige reflexão sobre todos os assuntos abordados.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 154 minutos
Gênero: Thriller, Gângster, Policial, Drama, Clássico
Classificação: 18 anos
Minha Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo Correspondente