13/02/2018

Filme: "The Square - A Arte da Discórdia (2017)"

"O quadrado é uma zona franca onde impera confiança e cuidado. Em seu limite, todos tem os mesmos direitos e deveres."

"The Square" é o representante da Suécia na disputa do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Lançado em 2017 no Festival de Cannes, o filme escrito e dirigido por Ruben Östlund levou o Palma de Ouro. Também recebeu indicação ao Globo de Ouro na categoria de Melhor Filme Estrangeiro e no Critics' Choice Awards, na mesma categoria.


Curioso e provocativo, o filme acompanha Christian (Dominic West), pai divorciado com dois filhos e curador de um Museu de arte moderna em Estocolmo.
Christian está preparando uma grande exposição com objetivo é sensibilizar o público sobre a importância de sermos solidários e olharmos o outro, e, para isso, ele lida pessoalmente com a promoção do evento.
Porém, sua conduta, sempre intacta, é alterada quando ele é vítima de um golpe em que perde alguns bens materiais. A partir desse evento, sua postura gradualmente é afetada, tornando-se mesquinho, e agindo de maneira totalmente contrária à pregada feita em torno de sua exposição.
O diretor sueco Ruben Östlund utiliza o paradigma rousseauniano, segundo o qual o homem sempre nasce bom e é corrompido pela sociedade, o protagonista é um exemplo de conduta, até ser vítima de um golpe, a partir desse momento sua conduta se torna censurável. O interessante é que o próprio personagem avalia suas atitudes reconhecendo agir na contramão de seus princípios.
"The Square - A Arte da Discórdia" não foi feito para agradar todos os públicos. Provocativo e emblemático, o filme mostra toda a hipocrisia social do dia a dia, vivemos cercados por ideologias que desejam controlar tudo que fazemos e até a forma como pensamos. Sempre ao som de "Ave Maria", na versão de Bobby McFerrin e Yo-Yo Ma {particularmente adorei a trilha sonora} vamos acompanhando o retrocesso do ser humano. A deterioração do protagonista simboliza a deterioração da nossa sociedade.
"The Square - A Arte da Discórdia" é uma tragicomédia interessantíssima sobre o limite do que é admirável e do que é repulsivo dentro da arte. Mas vai além da arte, mexe com nossos "podres" internos. Seja estes quais forem, precisamos trabalhar assiduamente para eliminar ou afundaremos em um lamaçal de retrocessos.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 122 minutos
Categorias: Comédia, Drama
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 9,3

Nenhum comentário:

Postar um comentário